Interfaces Audio

Free Mix!!! (Mistura Grátis)

Posted on Updated on


Hello!
I’m offering a free mix of any genre. 

If you write and compose your own music and want it to be mixed professionally just email me using the contact formulary on this site!

Olá!

Estou a oferecer uma mistura gratuita para qualquer género de música. 

Se escreves e compões as tuas próprias músicas e queres uma mistura profissional, usa o formulário de contacto neste site para entrares em contacto comigo!

jucanery@me.com

How to Start Your Home Studio

Posted on

Build-Your-Home-Studio

In this article I will discuss the basics of building a Studio.

Keep in mind you don NOT have to spend lots of money to get GREAT results.

Do you have a computer? If so it’s halfway the process.

Use it to your advantage!

So all you need for now is an external sound card of some kind.

There’s a lot of options nowadays. Cheap interfaces don’t equal bad sound!

We live in the digital domain, so it’s all zero’s and one’s, right?

In the next post/video I’ll give you various examples on how to start.

You also probably have some sort of headphones. That will do too.

There’s the room acoustics. But let’s leave that for later.

Regarding software, there are some GOOD and FREE choices.

So stay tuned.

It’s simple, affordable and easy 😉

RockSounds & HomeStudio

Posted on

A RockSounds e HomeStudio, têm como objectivo orientar os jovem músicos que querem entrar no mundo das gravações e estúdios.

Vão ser apresentadas em breve workshops de técnicas de gravação, software e hardware.

Vais ter acesso a videos com conteúdo exclusivo.

Podes também marcar uma sessão em estúdio para gravares o teu próprio material.

Mantêm-te atento para novas informações.

Contactos: jucanery@me.com / francisco.cappelle@me.com

Mobile Interfaces

Posted on Updated on

Olá, hoje venho aqui falar sobre Mobile Interfaces.

Trata-se de um tipo e placa de som usada para ligar a dispositivos móveis.

Vejamos o caso do iRig da empresa IK MULTIMEDIA:

Este pequeno dispositivo permite ligar a guitarra ou qualquer outro instrumento de cordas a um iPhone ou iPad.

É bastante acessível. Depois basta descarregar a aplicação (Amplitube) na AppStore, ligar a guitarra, os headphones e criar os nossos próprios sons dentro do software.

O Amplitube tem várias versões:

Mas o mais interessante é que podemos descarregar a versão grátis que já está bastante bem equipada. Depois e se quisermos, podemos sempre comprar todo o tipo de amplificadores e efeitos à parte. Consultem o link em cima para mais informações.

Noutro estilo encontramos também o Bias e o JamUp da companhia Positive Grid:

Neste caso também temos uma placa de som dedicada, a JampUp Plug:

Com um estilo diferente do iRig, mas a função é a mesma.

Este tipo de hardware e software, entre outras marcas, garantem uma grande qualidade de som. Conseguimos obter um som muito semelhante aos amplificadores e efeitos que simulam. São bons investimentos para quem tem iPhone ou iPad e quer grande portabilidade.

No caso do Amplitube, podemos inclusive adquirir um pequeno estúdio à semelhança do GarageBand, e gravar multipista.

Fantástico e incrível uma vez que falamos de dispositivos que cabem na palma da mão.

No caso do iPad ou iPhone, se tivermos adquirido o GarageBand App, podemos usar a aplicação em simultâneo com qualquer uma das outras aplicações para guitarra. Este procedimento denominado de InterApp, permite por exemplo, sequenciar uma bateria mais complexa no GarageBand e depois usar o Amplitube para gravarmos a guitarra.

Todos estes projectos podem depois passar para o computador através do iTunes.

Há muitas opções a explorar. Num próximo post, vou realizar um vídeo demonstrativo de todas as capacidades destes softwares.

Segundo alguns teste, podemos usar o iRig ligado diretamente ao Mac e usar como placa de som no GarageBand.

E agora com a última versão do iRig, o iRig HD, o som e a performance melhoraram substancialmente.

Num cenário realista, usamos apenas o iPad, com o iRig HD e ao invés de headphones, ligamos uns monitores de estúdio e temos uma plataforma fantástica para tocar em casa, gravar e mesmo levar para concertos!

Uma opção muito válida a ter em conta, visto num só dispositivo termos à nossa disposição dezenas de amplificadores e pedais de efeitos que de outra forma seriam quase impossíveis de adquirir e nada práticos de transportar.

Até breve!

Placas de Som / Audio Interfaces

Posted on

Bem vindo.

Hoje vou deixar aqui uma ou duas ideias de placas de som para ficares com uma ideia por onde começar.

Algumas placas já trazem Software incluído. O que é um bonus. São por norma versões “light” de softwares mais completos.

É uma forma das empresas divulgarem os seus produtos e esperarem que o utilizador faça o upgrade para a versão completa. O que não é grátis.

Outras placas mais baratas, são apenas isso. Placas de som. Vamos ver uns exemplos:

A Behringer Guitar Link UCG102 que apesar de ser uma placa barata faz um bom trabalho. Mais utilizada por guitarristas, serve perfeitamente para gravar outros instrumentos como baixo, teclados e permite mesmo ligar um microfone.

Esta placa traz um Software da companhia Native Instruments.

Com o nome de Guitar Rig, este software é também chamado de Plugin. Um plugin pode funcionar de duas formas. Ou em modo StandAlone, ou seja, é utilizado livremente sem ser necessário ter um programa de edição de audio ou sequenciador.

Ou então dentro de um programa de edição. Os programas de edição trazem sempre um grande leque de plugins. Temos equalizadores, compressores, reverbs, delays, etc. A lista é grande. Mas por vezes existem outros softwares como o caso do Guitar Rig, que é são mais indicados para instrumentos como guitarras ou baixos.

São os chamados “Third Party Plugins” que são instalados à parte do programa de edição audio.

Isto porque os plugins nativos dos sequenciadores nem sempre são os melhores. Daí os produtores e músicos procurarem plugins que fazem apenas uma coisa, e fazem-na bem 🙂

 

 

Guitar Link UCG 102